Em pleno ano de 2019, elas são cheias, grossas e bem naturais, como manda o figurino à la Cara Delevigne. Mas você sabia que as sobrancelhas passaram por muitas mudanças através dos anos – em meados dos anos 60 e 70 eram super finas – e já chegaram a ser até raspadas com lâmina? Sim, as sobrancelhas dizem muito sobre seu tempo, cultura, cinema, moda e beleza.

Finas, arqueadas, redondas, geométricas, naturais… as sobrancelhas já foram de todos os jeitos, quem aí lembra de Frida Khalo, que tinha sobrancelhas tão grossas e cheias que fechavam a glabela – espaço entre uma sobrancelha e outra? Quer ver só como é surpreendente a evolução durante as décadas? Então continue a leitura e confira!

Anos 1950

Na década de atrizes consagradas como Audrey Hepburn e Merylin Monroe, as sobrancelhas eram bem arqueadas, compridas e escuras. Na época, as mulheres costumavam fazer preenchimento com lápis para alcançar as sobrancelhas da vez, no formato de acento circunflexo. Mais uma musa cinquentinha: a italiana Sophia Loren, iluminava as telas do cinema com um rosto pra lá de harmonioso com suas sobrancelhas cheias e arqueadas e seus lábios carnudos.

Anos 1960

Em 1960, as sobrancelhas começam a afinar e dão os primeiros passos para um formato menos anguloso e mais arredondado. Visualmente, o rosto perde um pouco de expressão. Nessa mesma época os cílios postiços se tornam febre e a pioneira a lançar a tendência é ninguém menos que a modelo Twiggy, ela que também inventou a minissaia, no auge dos anos 60.

Anos 1970

Nos anos 1970 as sobrancelhas confirmam a onda mais fininha e vêm acompanhadas da naturalidade, já que elas deixam de ser marcadas e preenchidas. O lápis deixa ser aquele toque a mais das sobrancelhas que começam a aparecer até mais ralas. Farrah Fawcett protagonizou o movimento com suas sobrancelhas loiras naturais.

Anos 1980

Bem semelhante ao que estamos vivendo nos dias de hoje, na década de 80, as sobrancelhas decretaram fim às pinças! Além de cheias, a beauté da época mandava sobrancelhas despenteadas, no melhor estilo “no rules”. Brooks Shield e Malu Mader seguiram à risca a tendência e protagonizaram o time das sobrancelhas grossas da década.

Anos 1990

Back to 70’s! As sobrancelhas nos anos 90 chegam inspiradíssimas na década de 1970: mais finas com formato levemente arqueado. É hora das pinças mostrarem para quê servem. No movimento noventista, a modelo Kate Moss e Cindy Crawford ditam a tendência.

Anos 2000

Na virada do século, as sobrancelhas continuam mais finas, mas surgem mais definidas. Os anos 2000 começam com as sobrancelhas de Angelina Jolie, finas e um pouco arqueadas.

…2019

Cá estamos, no ano de 2019, e as sobrancelhas inspiradas em 1980. Nos dias de hoje, consagramos a tendência do “natural, pero no mucho” já que os procedimentos estéticos chegaram com tudo para deixar as sobrancelhas perfeitas. Apesar de grossas, elas aparecem com os pelos no seu devido lugar. Cara Delevigne deu início à onda das sobrancelhas cheias, que, finalmente provaram que valorizam e harmonizam o rosto das mulheres.

Depois de toda essa evolução, fica a dúvida: o que será que nos espera nos próximos anos?