Brook Preloader

Sobrancelhas: confira como elas evoluíram através do tempo

Sobrancelhas: confira como elas evoluíram através do tempo

Em pleno ano de 2021, elas são cheias, grossas e bem naturais, à la Cara Delevigne. Mas você sabia que as sobrancelhas passaram por muitas mudanças através dos anos – em meados dos anos 60 e 70 eram super finas – e já chegaram a ser até raspadas com lâmina? Sim, as sobrancelhas dizem muito sobre seu tempo, cultura, cinema, moda e beleza.

Finas, arqueadas, redondas, geométricas, naturais: as sobrancelhas já foram de todos os jeitos. Quem aí lembra de Frida Kahlo, que tinha sobrancelhas tão grossas e cheias que fechavam a glabela – espaço entre uma sobrancelha e outra? Quer ver só como é surpreendente a evolução durante as décadas? Então continue a leitura e confira!

Anos 1950

Na década de atrizes consagradas como Audrey Hepburn e Merylin Monroe, as sobrancelhas eram bem arqueadas, compridas e escuras. Na época, as mulheres costumavam fazer preenchimento com lápis para alcançar as sobrancelhas da vez, no formato de acento circunflexo. Mais uma musa cinquentinha: a italiana Sophia Loren iluminava as telas do cinema com um rosto pra lá de harmonioso com suas sobrancelhas cheias e arqueadas e seus lábios carnudos.

Anos 1960

Em 1960, as sobrancelhas começam a afinar e dão os primeiros passos para um formato menos anguloso e mais arredondado. Visualmente, o rosto perde um pouco de expressão. Nessa mesma época, os cílios postiços se tornam febre e a pioneira a lançar a tendência é ninguém menos que a modelo Twiggy – ela que também inventou a minissaia, no auge dos anos 60.

Anos 1970

Nos anos 1970 as sobrancelhas confirmam a onda mais fininha e vêm acompanhadas da naturalidade, já que elas deixam de ser marcadas e preenchidas. O lápis é deixado de lado e as sobrancelhas começam a aparecer até mais ralas. Farrah Fawcett protagonizou o movimento com suas sobrancelhas loiras naturais.

Anos 1980

Bem semelhante ao que estamos vivendo nos dias de hoje, na década de 80 as sobrancelhas decretaram o fim das pinças. Além de cheias, a beauté da época mandava sobrancelhas despenteadas, no melhor estilo “no rules”. Brooks Shield e Malu Mader seguiram à risca a tendência e protagonizaram o time das sobrancelhas grossas da década.

Anos 1990

Back to 70’s! As sobrancelhas nos anos 90 chegam inspiradíssimas na década de 1970: mais finas com formato levemente arqueado. É hora das pinças retornarem e mostrarem para quê servem. No movimento noventista, a modelo Kate Moss e Cindy Crawford ditam a tendência.

Anos 2000

Na virada do século, as sobrancelhas continuam mais finas, mas surgem mais definidas. Os anos 2000 começam com as sobrancelhas de Angelina Jolie, finas e um pouco arqueadas.

…2020

Cá estamos, no ano de 2021, e com sobrancelhas inspiradas em 1980. Nos dias de hoje, consagramos a tendência do “natural, pero no mucho” já que os procedimentos estéticos chegaram com tudo para deixar as sobrancelhas perfeitas. Além de mais grossas, elas ainda aparecem arrepiadas, como a trend das soap brows bem tem mostrado. Cara Delevigne deu início à onda das sobrancelhas cheias que, finalmente, provaram que valorizam e harmonizam o rosto das mulheres. Nessa onda, Dua Lipa também teve seu papel importante e é uma das maiores fãs das sobrancelhas cheias e penteadas para cima.

Depois de toda essa evolução, fica a dúvida: o que será que nos espera nos próximos anos?