protetor-solar-make-you-app

Usar protetor solar durante dias ensolarados ou mesmo nos nublados é um cuidado indispensável, não somente para evitar as queimaduras, como também para manter sua saúde e garantir uma boa estética.

Mas, afinal, você sabe como o filtro solar age? Ao passar o produto, os raios atingem nosso corpo, só que, devido à película protetora, eles são refletidos de volta sem que atinjam a derme, uma camada profunda da pele.

No entanto, para que essa proteção seja realmente eficaz, é preciso escolher e utilizar um filtro adequadamente. Quer saber como fazer isso para garantir sua saúde? Continue acompanhando a leitura e confira!

Escolha um protetor solar adequado para você

No mercado, é possível encontrar diversas espécies de filtros solares. Isso não é à toa, afinal, também existem muitos tipos de pele — branca, parda, negra, oleosa, seca, sensível etc. —, e a escolha do protetor está diretamente relacionada com a cor, sensibilidade e outras características da pele.

A melanina é uma substância presente no nosso corpo que garante maior proteção contra a radiação solar. Ela é responsável pela coloração da nossa pele, ou seja, quanto mais escura ela for, mais melanina possui.

Assim, as pessoas mais claras ficam mais suscetíveis aos efeitos nocivos do sol, enquanto as mais escuras apresentam maior proteção. Mas nem por isso quem tem pele negra deve deixar de utilizar o protetor solar. Entenda mais a seguir!

FPS ideal para cada tipo de pele

Pessoas de todos os tons devem utilizar protetor solar diariamente — a única diferença está no FPS utilizado. A escolha do fator correto depende do tempo que você leva para ficar vermelha e sensível.

A proteção funciona da seguinte forma: se sua pele demora 20 minutos para se queimar, esse número é multiplicado pelo fator escolhido. Portanto, se utilizar FPS 15, demorará 15 vezes mais tempo até que fique vermelha — no caso do exemplo citado, 15 x 20 = 300 minutos, ou por volta de 5 h. Caso você não saiba quanto tempo leva para que isso aconteça, existe um parâmetro que auxilia nessa escolha.

O ideal é que pessoas negras e que não chegam a se bronzear utilizem FPS 15 aproximadamente; para as morenas que conseguem pegar uma marquinha, o indicado é FPS 20 a 30; por fim, para quem tem a pele tão clara que só fica vermelha, o recomendado é um protetor solar com FPS 30 a 60.

Tipos de protetores

Como o rosto é mais delicado que o restante do corpo, o indicado é utilizar um filtro próprio para a área. Para quem costuma usar maquiagem de dia, uma boa opção é apostar em um primer ou BB Cream que tenha um FPS adequado para você. Dessa maneira, fica-se protegida sem atrapalhar no look.

Já para o restante do corpo, a escolha depende do seu tipo de pele. Os protetores em creme e spray são mais comuns, fáceis de serem aplicados e ótimos para hidratar e proteger quem tem a cútis seca ou mista.

Caso você tenha a pele oleosa, o legal é apostar em um filtro de textura líquida, oil free e com toque seco a fim de evitar uma aparência brilhosa demais e desencadeadora de espinhas. Já para complementar o visual, os protetores em mousse são ideais para mascarar pequenas imperfeições e uniformizar a aparência.

Sendo assim, o tipo de protetor solar sempre dependerá do local de aplicação, tipo de pele e efeito que deseja criar. Na dúvida, consulte um dermatologista para auxiliar em uma escolha melhor.

Saiba aplicar corretamente

Não adianta escolher um protetor solar adequado para você se não souber como utilizá-lo no dia a dia, certo? Por isso, entenda que sempre devemos aplicá-lo cerca de quinze minutos antes da exposição solar — só assim ele consegue penetrar na pele.

O corpo precisa estar limpo e seco para que ele seja capaz de aderir e, consequentemente, refletir os raios. Ademais, é necessário reaplicado logo após sair do mar ou piscina e, caso não tenha contato com a água, a reaplicação deve variar de acordo com o FPS escolhido. Entretanto, em geral, o ideal é passar no mínimo de duas em duas horas para garantir a proteção.

Não se esqueça de aplicá-lo em partes mais escondidas, como orelhas, pés e áreas cobertas por roupas — lembre-se que sol pode sim passar pelos tecidos caso sejam finos. Dessa forma, o ideal é sempre usar o produto por toda a extensão do corpo a fim de garantir o bloqueio dos raios UVA e UVB.

Conheça os problemas que podem ser evitados

Ainda não se convenceu totalmente da necessidade de usar protetor solar? Entenda que o sol, apesar de trazer benefícios para o corpo, também tem efeitos indesejáveis para uma boa aparência e pele saudável. Confira!

Câncer de pele

É difícil falar sobre o uso de protetor solar sem abordar o câncer de pele. Essa doença tem como um dos principais fatores de risco à exposição excessiva e prolongada aos raios UV — que são capazes de fazer alterações nas células, mas podem ser impedidos com uso de filtro.

Fotoenvelhecimento

O fotoenvelhecimento é caracterizado pelo envelhecimento precoce da pele devido ao contato com o sol. Isso acontece porque os raios são oxidativos, um efeito responsável por causar rugas e linhas de expressão.

Manchas

Quando em contato direto com a pele, o sol é capaz de agravar olheiras e deixar marcas de espinhas. Além disso, ele é responsável por causar pintas e manchas escuras que podem ser prejudiciais. O escurecimento causado é diferente de um bronzeado saudável. Por isso, não vale a pena se arriscar!

Entenda os benefícios de usar protetor solar

Os benefícios do filtro solar vão além de evitar as manchas, formação de câncer, rugas e linhas de expressão. O uso também protege o corpo contra queimaduras, ardências e ressecamentos por conta da ação dos raios solares, além de permitir maior tempo de exposição sem prejuízos.

Ao escolher um produto adequado, você também permite a hidratação de sua pele, mantendo a textura sequinha. Alguns protetores também têm capacidade de repor nutrientes essenciais para garantir a maciez e saúde da sua derme!

Tomar sol é algo que pode ser muito benéfico para a pele e corpo, uma vez que ajuda na produção de vitaminas, diminui os riscos de ter depressão, auxilia na prevenção de doenças e muito mais! Contudo, é preciso usar protetor solar diariamente para garantir as vantagens sem que sua saúde e estética sejam prejudicadas.

Gostou de saber mais sobre o uso adequado do filtro solar? Então, aproveite para nos seguir nas redes sociais — FacebookYouTube e Instagram — e fique por dentro das nossas novidades!