O verão está chegando e agora é hora de começar a preparação para a temporada de sol, calor e muita praia. Sabemos bem que nesta fase pré-verão, acontece uma corrida contra o tempo para alcançar o shape desejado. Além dos cuidados diários como alimentação balanceada, hidratação e exercícios físicos – cuidados comuns não só para alcançar um corpo desejado, mas para manter uma boa saúde – existe uma ajudinha extra da estética. No verão, a procura por procedimentos corporais como as massagens aumenta – e muito.

Por isso, vamos falar hoje sobre a massagem modeladora, que há algum tempo já é a queridinha das mulheres quando o assunto é cuidado com o corpo.

Como funciona a massagem modeladora

A massagem modeladora consiste na repetição acelerada de movimentos fortes e profundos – deslizamento, amassamento, pinçamento – já que o objetivo é atingir as camadas mais profundas da pele. A massagem modeladora é direcionada às regiões com maior acúmulo de gordura como abdômen, glúteos, quadris, coxas e braços.

Os movimentos da massagem modeladora ativam o metabolismo local e a circulação, além de estimular respostas neuromusculares, o que provoca a sensação de rigidez. A massagem pode reduzir as celulites locais, um dos resultados mais esperados por quem costuma fazer as sessões com frequência.

Benefícios da Massagem Modeladora

Assim como qualquer tipo de massagem, a modeladora traz muitos benefícios importantes não só para estética, mas para o desempenho do corpo como oxigenação dos tecidos e do tônus muscular, melhora a flacidez da pele, além de ativar a circulação sanguínea.

Quem pode fazer a massagem Modeladora

A princípio, a massagem modeladora não tem muitas restrições. Porém, existem contraindicações para alguns grupos de pessoas: quem tem hipertensão ou cardiopatias não devem fazer a massagem, já que os movimentos executados promovem a dilatação dos vasos, o que pode aumentar a pressão arterial.

Pessoas com osteoporose também devem evitar o procedimento por causa dos movimentos fortes que podem gerar alguma lesão aos ossos fragilizados. Seguindo a mesma lógica, quem sofre com varizes também não deve fazer a massagem modeladora por causa dos movimentos fortes que podem romper alguns vasinhos.

Grávidas também não podem fazer a massagem modeladora por causa dos movimentos fortes. Para as gravidinhas, recomendamos, sempre, consultar com o próprio médico quais são os procedimentos e tratamentos adequados.

Massagem Modeladora x Drenagem Linfática

Tá aí uma dúvida que muita gente tem: massagem modeladora e drenagem linfática é a mesma coisa? Não! Massagem modeladora é uma coisa e drenagem é outra. Olha só:

Apesar de ambas serem realizadas com uma finalidade, principalmente estética, a massagem modeladora e a drenagem linfática se diferenciam nas indicações e resultados. Enquanto a massagem modeladora trabalha muito mais a redução de medidas e tende a modelar o corpo com os movimentos fortes, a drenagem linfática vai um pouco além dos resultados estéticos e tem como principal objetivo eliminar as toxinas do organismo. Os movimentos da drenagem linfática costumam ser mais ritmados para ativar a circulação sanguínea e linfática.

Como falamos acima, a massagem modeladora ativa o metabolismo e estimula respostas neuromusculares e traz resultados eficazes na diminuição da celulite e da gordura localizada. Já a drenagem linfática atua diretamente no funcionamento do organismo e no controle de retenção de líquidos.