crescimento-de-cabelo-make-you-app

O lento crescimento do cabelo é um problema que incomoda muitas mulheres que desejam deixá-lo crescer saudável. No entanto, você sabe quanto é normal que seus fios cresçam todo mês? A média varia de 1 a 1,5 centímetro em 30 dias.

Então, se você verifica constantemente o comprimento dos cabelos pode ser que eles pareçam não crescer nunca, afinal, 1 centímetro por mês não é muita coisa. Além disso, é comum que madeixas cacheadas e crespas pareçam ter o crescimento muito mais demorado, mas isso não passa de uma impressão.

Se você já analisou todas essas questões e chegou à conclusão de que realmente seus fios não estão crescendo, existem algumas causas principais para investigar. Quer saber quais são elas? Continue acompanhando!

1. Alimentação errada

Os fios de cabelo também precisam de nutrientes e hidratação — não somente aquela feita com cremes como também obtida através da ingestão de água — para que cresçam e fiquem com um aspecto saudável.

Assim, quem não está acostumado a se alimentar bem e substitui alimentos saudáveis por comidas ricas em açúcares, gorduras e outros nutrientes sem valor nutricional pode acabar com problemas no crescimento dos fios.

Além disso, muitas vezes pensamos que temos uma dieta adequada, mas faltam alguns nutrientes no cardápio. Portanto, invista em uma alimentação natural e varie nas cores e tipos de alimentos.

Para o cabelo, não esqueça de comer proteínas diariamente. Elas podem ser encontradas em carne, grãos e leguminosas. Não deixe também de consumir as seguintes frutas e legumes:

  • laranja: ricas em vitamina C;
  • abacate: rico em vitamina B e E;
  • cenoura: contém vitamina A.

2. Genética

A genética não influencia somente na cor, espessura e formato do cabelo. Em alguns casos, o crescimento desacelerado dos fios também pode ser passado de geração para geração, pelo DNA de sua família.

Nessas situações, às vezes, existe apenas maior lentidão no aumento das madeixas. No entanto, também é possível que o problema seja uma doença passada geneticamente, como a alopecia.

Para analisar as causas, converse com outras mulheres e homens de sua família. Procure entender como o cabelo deles costuma se comportar. Se caem muito, são frágeis ou quase não crescem. Isso também ajudará a entender melhor como cuidar do próprio cabelo.

Em todo caso, geralmente há algo que possa ser feito — cuidar os fios para que fiquem mais fortes, tomar suplementação ou tratar com medicamento, por exemplo. Desse modo, se você suspeita que o problema tenha influência genética, procure a ajuda de uma especialista.

3. Mudanças hormonais

As mudanças hormonais podem acarretar crescimento lento, quebra e queda capilar. Essas alterações podem ser causadas por fases como a menopausa ou mesmo após uma gravidez.

No entanto, elas também podem indicar um problema — como uma disfunção da tireoide ou Síndrome do Ovário Policístico. Por isso, fique de olho quando houver queda excessiva, se o volume diminuir significativamente ou os fios estiverem quebrando sem motivo aparente.

Caso identifique algum desses problemas, consulte um endocrinologista. Ele é o profissional mais indicado para investigar se há uma alteração hormonal, descobrir o que tem causado isso, indicar o melhor tratamento para a sua situação, bem como recomendar o uso de suplementação.

4. Estresse excessivo

Ter uma vida pessoal e profissional muito agitada gera muita ansiedade e estresse no dia a dia. Esses problemas, por sua vez, são capazes de causar alterações hormonais temporárias e influenciar na saúde do couro cabeludo e dos fios.

Quem costuma passar por momentos estressantes geralmente tem épocas de queda excessiva, pois os fios ficam fragilizados. Para piorar, a liberação de certos hormônios é capaz de fazer com que o cabelo pare de crescer temporariamente.

Portanto, pratique exercícios físicos, faça atividades prazerosas, medite, se desconecte de problemas e, se necessário, procure ajuda de um psicólogo. O importante é que você consiga diminuir os níveis de estresse e recupere uma rotina saudável.

5. Falta de corte

Por mais estranho que possa parecer, cortar as pontinhas de vez em quando também faz toda diferença no crescimento. Isso acontece, pois as pontas ficam ressecadas e duplas com o tempo, principalmente quando há o costume de utilizar chapinha e secador frequentemente, sem o uso de um protetor térmico.

Ao cortar essa parte você deixa seu cabelo mais saudável, bonito e evita que o ressecado aumente e passe para o restante dos fios. Além disso, não adianta nada ter um cabelo enorme, mas pouco saudável.

Vale ressaltar que não precisa cortar demais, apenas a parte mais danificada. Por isso, sempre procure por profissionais de confiança para tratar e cuidar das suas madeixas. Assim, é possível garantir fios bonitos e sedosos.

6. Ausência de cuidados diários

Para diminuir a frequência dos cortes e evitar que os fios quebrem é essencial ter cuidados diários. Você deve ter atenção desde a maneira que lava e penteia o cabelo, até os produtos que utiliza ou deixa de usar no dia a dia.

Faça cronograma capilar e sempre invista em cosméticos de qualidade, ou seja, em boas linhas de shampoos e condicionadores, reparador de pontas, máscara de tratamento, entre outros. Se tiver costume de usar chapinha e secador, passe protetor térmico.

Evite lavar o cabelo com água muito quente, passe o shampoo apenas no couro cabeludo e o condicionador apenas no comprimento e na pontas. E lembre-se de sempre tratar seu cabelo com cuidados especiais para que ele possa crescer saudável e bonito.

Perceba então que são diversos os fatores que podem estar influenciando no crescimento do cabelo. Portanto, investigue as causas com calma, converse com um cabeleireiro qualificado para ter uma opinião aprofundada sobre o assunto, tirar todas as suas dúvidas e adote uma rotina de cuidados. Só assim é possível conseguir um cabelo mais bonito, saudável e comprido.

E aí, gostou de saber mais sobre o que pode influenciar no crescimento dos fios? Você tem o hábito de cuidar das madeixas diariamente? Então, não deixe de compartilhar sua experiência com a gente deixando um comentário abaixo!