Brook Preloader

Saúde mental: o que fazer e onde encontrar ajuda?

Saúde mental: o que fazer e onde encontrar ajuda?

Você, com certeza, já deve ter ouvido por aí sobre saúde mental, principalmente depois do avanço da pandemia por todo o mundo, não é? Mas você sabe o que o termo significa? Em breves palavras, a saúde mental diz respeito a qualidade de vida emocional de um indivíduo. 

A manutenção da saúde mental é fundamental para aprendermos a lidar com as emoções, sejam elas negativas ou positivas, de um determinado momento ou acumuladas no decorrer da vida. 

A saúde mental também equilibra a saúde física e está diretamente associada com as relações no coletivo, como por exemplo as relações profissionais e também no campo individual com as frustrações, sonhos, desejos e conquistas.

Durante a pandemia esse termo foi escutado com uma certa recorrência por causa do isolamento social, que prejudicou a saúde mental não só de adultos mas também de adolescentes e crianças. 

Segundo pesquisa do instituto Ipsos (Especialista de mercado em opinião pública) e encomendada pelo Fórum Econômico Mundial e cedida à BBC News Brasil (veículo de comunicação), 53% dos brasileiros declararam que seu bem-estar mental piorou um pouco ou muito no último ano. 

Esse número é relativamente alto e serve para lembrar da importância e da manutenção da saúde mental. Que tal a gente começar a olhar para isso? 

Os problemas mais frequentes relacionados com a saúde mental são:

  • Ansiedade
  • Mal-estar psicológico ou stress continuado
  • Depressão
  • Dependência de álcool e outras drogas
  • Perturbações psicóticas, como a esquizofrenia
  • Atraso mental
  • Demências

Se você está buscando medidas que efetivem a promoção da saúde mental, a garantia do seu bem-estar e a qualidade de vida, este é o caminho.

Leia mais.

A importância da saúde mental para o bem-estar

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aponta que o conceito de saúde não é somente a ausência de uma doença: é um completo estado de bem-estar físico, mental e social e, dessa forma, merece atenção em todas as suas vertentes.

Sendo assim, a manutenção da saúde mental se faz cada vez mais necessária na rotina das pessoas para exercer suas funções e atividades profissionais e pessoais. 

O mais importante de tudo isso é não estigmatizar, excluir ou marginalizar as pessoas que estão passando algum problema relacionado à saúde mental. A empatia por parte de quem está com saúde mental em dia pode auxiliar no processo de tratamento e de melhora.

Segundo a pesquisa realizada pela World Mental Health 2021, três em cada quatro pessoas no Brasil (75%) afirmam pensar muito ou consideravelmente em seu próprio bem-estar mental.

Leia mais.

Por onde começar? 

Os tratamentos podem variar de acordo com o caso, mas é sempre recomendado que você procure um profissional. Você pode começar com algumas dicas:

  • Estabeleça uma rotina – Utilize a agenda do Make You Pro para se organizar e saber direitinho seus compromissos.

Clique aqui para saber como se organizar melhor

  • Alimente-se bem – Priorize uma dieta balanceada. 
  • Evite drogas e álcool – Estes se tornam vícios a longo prazo e podem ser prejudiciais se está enfrentando um problema. 
  • Fortaleça seus contatos – Ligue para aquela amiga, marque um café. Isso pode te ajudar a relembrar que você não está sozinha e que tem uma rede de apoio. 
  • Tire um tempo para você – Não preencha sua agenda com compromissos. Tire um tempo para assistir aquele filme que você tinha visto, fazer exercícios físicos, cozinhar com tranquilidade. Aqui quem manda é você! 

Leia mais

Se a barra está difícil procure ajuda: 

Por telefone através do CVV: 188

O CVV é um serviço de atendimento gratuito de prevenção de suicídio e apoio emocional. O atendimento é feito por voluntários por telefone (188), e-mail ou chat 24 horas por dia. A instituição também faz atendimento presencial e ações comunitárias.

O SUS (sistema único de saúde) também disponibiliza auxílio psicológico. 

É só  procurar a unidade de saúde mais próxima e fazer o pedido. Após a finalização da triagem, o paciente é encaminhado a um psicólogo gratuito através do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

Leia mais sobre o Make You Pro.